29/01/2013

【Fanfics】 Querido Diário - capítulo 3

|| || ||

Bom dia!

Hoje acordei feliz porque meu The Sims 3 Sobrenatural pegou aqui, e o meu pai me trouxe uma revista do Club Penguin! \o/ ~dança~
Mas voltando ao assunto... Tem algumas coisinhas que eu queria falar sobre a minha fanfic:


  • O apelido da Armenny vai ser Menny.
  • A Melody arranja dois cachorros temporários, mas qualquer erro pode avisar.
  • O título do capítulo é MEGA ESTRANHO, mas eu juro que a história é melhor. q

Bom, é só isso por enquanto. Espero que gostem desse capítulo, ele vai ser bem curto... ;-;


Doce Terror

Não muito longe da escola, nós seguimos para a casa da minha mais nova amiga. No portão de entrada começamos a ouvir latidos histéricos.
– V-você tem cães? - perguntou Bia.
– Sim, dois cachorrinhos. Diggs e Lou.
Quando entramos, dois pastores alemães E-N-O-R-M-E-S pularam em cima da gente. Eu nunca tive muito medo de cachorro, mas a Bia parecia que ia desmaiar a qualquer momento.
– Acho que a definição do diminutivo "cachorrinho" foi alterada. - eu disse.
O incrível é que eles pareciam latir de felicidade. Eu observei melhor eles, e vi que Lou era totalmente branco. Muito perfeito.
– Melody... me explica uma coisa: eu fico duas semanas sem ir na sua casa e você arranja dois cães? - perguntou Íris.
– Haha, eles não são meus, são da minha prima. Estão aqui só de passagem mesmo. Mudando de assunto... Eu aluguei um filme muito legal, lançaram no cinema esse ano. Alguém prepara a pipoca?
– Eu vou! - gritou Kim.
Nos sentamos no sofá da enorme sala, esperando Kim terminar de fazer a pipoca.
– Terminei! - disse ela correndo ao nosso encontro.
Colocamos as bebidas e a comida sobre a mesa, e a Armenny deu play no filme.
Eu não tive coragem de olhar pra televisão nenhuma vez, ainda mais que era um filme de zumbi. Só conseguia ficar escutando os gritos das garotas. Derrepente, a campanhinha tocou. Armenny ficou com medo e implorou pelamordeDeus pra Melody não atender. Foi aí que vi que elas estavam com medo porque estava escurecendo. Mas não teve jeito. Todas nós estávamos armadas de almofadas e travesseiros (uau, isso é um crime!), esperando pelo "pior". Quando a Melody atendeu a porta, só escutamos uma voz masculina:
– Oi Mel...
– MORRA, ZUMBI! - gritou Kim, avançando pra cima da visita com um travesseiro. Todas as garotas fizeram igual, menos eu e a Melody, que lutamos para tirar aquele amontoado de cima do pobre rapaz... que por acaso era o Nathaniel.
– Ai.
– NATHANIEL! QUE SUSTO! - exclamou Armenny.
– Também fico feliz em te ver.
– Oi Nath! - eu disse. Fiz careta do que eu tinha falado. Mal me encontro com ele e já dou "apelidinhos fofos".
– Oi Corine. Eu estava te procurando, Armenny. - disse ele limpando a camisa.
– Eu? Porque? Aconteceu alguma coisa?
– Quantas perguntas... bom, eu gosto de ver você. E eu só queria te perguntar se queria sair comigo, mas já vi que está ocupada com esse... hum... grupo assassino.
– É né... - ela riu. - Olha Nath... Nathaniel... desculpa mesmo, mas hoje não vai dar.
– Sem poblemas. Até amanhã meninas! - disse Nath se despedindo.
– Até amanhã! E... desculpa pelo travesseiro na cara!
– Haha! Não tem problema, Kim.
Então nós ficamos espiando ele ir embora pela janela, caminhando lentamente...
– Meninas! - disse Melody. - Que tal uma festa do pijama?
– Topado! - dissemos todas juntas.
– Mas... - imterrompi a agitação. - tenho que pedir a minha tia. A Menny conhece ela muito bem.
– Ué, vamos pedir pelo telefone.
– Duvido que ela vá deixar.
– Quem não arrisca não petisca!
Ela pegou o telefone sem fio e me deu. Disquei o número de casa e minha tia atendeu.
– Oi tia, é a Corine!
– Ainda bem que você ligou. Tá aonde?
– Na casa da Melody, uma nova amiga minha.
– Ah bem.
– Posso te pedir uma coisa?
– Claro.
– Será que você deixaria eu...
Violette pegou o telefone da minha mão.
– Oi tia da Corine!
Depois a Kim pegou.
– Aqui é a Kim, uma das melhores amigas da...
– Me deêm isso, suas malucas! - disse Armenny tirando o telefone das mãos daquelas duas doidas. - Oi tia Agatha!
– Armenny! Quanto tempo! Já sinto falta de você aqui.
– Haha, ando muito ocupada com os estudos.
Resumo: minha melhor amiga era também melhor amiga da minha tia. Fiz um sinal de "anda logo!" pra ela.
– Agatha, a Melody, uma amiga antiga minha, vai fazer uma festa do pijama, será que você deixaria a Corine ficar aqui?
– Mas e as roupas?
Eu peguei o telefone.
– Ué, você pode trazer tudo, tia!
– Corine! Tá bom, se você quer tanto...
– UEBAAA! - comemoramos.
– Tchau tia, te espero aqui.
– Tchau.
As meninas liberadas foram ajudar a Melody a arrumar tudo, enquanto as outras imploravam pros pais deixarem. Depois de um tempo, Violette suspirou e disse:
– Todas vão poder dormir aqui. - disse Violette
– Que bom! - exclamou Melody.




3 comentários:

  1. Oiiii..ameii o seu blog..
    quando vc vai postar mais historias do diario??
    bjinhosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi! Muito obrigada \o
      Eu vou postar o quarto capítulo logo logo ^^

      Excluir

Regras:

- Pode deixar o link do seu blog, mas sem o "http"!
- Nada de comentar coisas sem a ver com a postagem, use o chat.
- Sem palavrões.